Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Pardo

Para quem não conhecia, saiam enquanto é tempo...Para quem já conheceu, puxem duma cadeira...Vem aí a versão 2.0...

Question...

Porque razão os homens malucos dos gadgets tecnológicos têm menos sucesso com as mulheres?

Simples...Toda a mulher gosta de ver o seu corpo explorado...excepto quando o homem está à procura de uma entrada USB para ligar o Ipad...

 

Thumbs up!

 

Existem filmes que um gajo arrepende-se de ir ver...Ou porque simplesmente não valem um chavo ou porque um tipo fica a pensar que podia perfeitamente estar a roubar o auto rádio daquele Q7 que viu na garagem da superfície comercial em vez de estar ali sentado a ouvir um bando de pitas aos berros a mastigar pipocas como se fossem uma debulhadora (olha lá ó chavala, também fazes br*ches ao teu namorado com essa delicadeza???Pobre alma...)...

Este não é um desses casos...

Não era fã da Natalie Portman...Aliás, continuei a não ser fã dela nos primeiros 15 a 20 minutos de película...Mas à medida que a história se desenvolve...Hum...Sim senhora...Gostei...

Pegando numa metáfora gastronómica, este filme comprova que dentro de uma qualquer padaria de bairro com uma velhota de 184 anos ao balcão reside na verdade uma fábrica de chocolate a la  Willy Wonka,  versão feminina sob o efeito de narcóticos de última geração...Sim, porque a personagem da Natalie Portman sonhar com a mãe e uma colega da companhia de dança a fazerem-lhe o belo do cunningulus tem muito que se lhe diga...Já não abordando a incessante procura da perfeição absoluta, imaculada e branca de Tide...

Viram o filme? Esplêndido...Quero feedback...O que é que acharam?

Não viram? Vão ver...Ou então saquem da net...What do i care...

E ainda dizem que não fazem mal a uma mosca...Sim, sim...

Há algo em mim que me leva a olhar para as Testemunhas de Jeová de forma estranha...50% das vezes é porque tenho os óculos escuros mal colocados (o que os coloca numa espécie de perspectiva marada tipo as escadas do Escher), os outros 50% é porque se desconfio de romenos com o Borda D'água pela mão, ainda mais desconfio de senhoras de idade avançada que olham para nós como leões na savana a mirar a primeira zebra do dia, mas com bíblias na mão...

Poucas coisas me levam a mudar de passeio na vida...Uma efectivamente são estas senhoras...A outra é um Nissan Patrol a 200 à hora carregado de dinamite e com o rastilho aceso...E mesmo quando sou interceptado (sim, porque cheira-me que com o passar dos anos, elas tiveram formação com os Talibãs...) há sempre a possibilidade de não dar grande cavaco e o suplício terminar em cerca de 5 minutos...EM CIRCUNSTÂNCIAS NORMAIS!!!

Agora coloquemos as coisas desta forma...

Um tipo vai sossegado no passeio...Avista duas aves raras (sim, porque andam aos pares...A lógica wingman do Top Gun...) e ao melhor género Matrix, dá um triplo mortal, salta por cima do tablier dum Corsa que estava ali estacionado, acende um cigarro em pleno ar, atende o telemóvel, consulta o balcão virtual do seu banco no mesmo telemóvel enquanto ainda vai no ar e aterra suavemente como uma pena do outro lado da estrada...Perfect landing...certo???

ERRADO!

Quando me viro para seguir o meu caminho, vejo O testemunha de Jeová de maior porte que alguma vez vi...O bacano devia ser das Ilhas Samoa, sei lá eu...e de bíblia na mão!!!

- Irmão, posso tirar-lhe algum do seu tempo? - perguntou ele...

Pensamentos instantâneos...

 

- Please don't kill me...

- Hã...Qual a probabilidade de eu dizer não e você não me deslocar uma clavícula?

- F*da-se, que você é grande pra car*lho!!!!

- Pá, você tem consciência que o São Pedro vai ter de demolir os portões do Céu só para você passar, não tem?

 

O que efectivamente disse...

 

- Hã...Claro...Tenho sempre uns minutinhos para a palavra de Deus...

Pois...30 pequenos minutinhos depois, ali estava eu a apanhar a maior estucha desde os discursos do Hugo Chávez...Ia fazer o quê? Pirar-me? O tipo era maciço...Tinha ar de quem utilizava os seguranças das discotecas para palitar os dentes ou pior...Se ele espirrasse, havia a séria possibilidade de eu me tornar um GVEC (Gato Voador Estranhamente Católico) a sobrevoar a lezíria ribatejana...

Até o marketing cristão está a tornar-se mais agressivo...E de que maneira!

Almoço...

- Epá, cada vez acho mais que somos uns privilegiados - dizia-me um amigo...

- Concordo...Agora cala-te e deixa-me fincar o dente na costeleta... - disse.

- A sério...O facto de não trabalharmos entre 4 paredes é uma vantagem dos diabos...Permite-nos ter alguma sanidade mental...

- Pá, eu concordo com tudo o que tu quiseres, mas porra...Posso comer a costeleta antes que a gaja volte para o novilho e fuja pela baixa fora? Thank you...

- Já viste se estivéssemos enfornados num escritório o dia todo, 5 dias por semana? - disse ele.

- Sim...Já me tinha passado da cabeça e não almoçava na tua companhia, porque entretanto já te tinha agrafado a cabeça num placard do escritório...Mas sim, já que tenho a certeza que não consigo almoçar descansado enquanto não te saciar essa dúvida existencial, vamos lá a isso...Sim, pessoas como nós enfiados num escritório é pior destino que Guantanamo...Ao fim de um dia enjaulado existiria uma forte probabilidade de tentativas de suicídio com furadores nos pulsos ou enfiar a cabeça naquelas maquinetas de fazer farripas de papel...

- Ou asfixia na fotocopiadora... - disse ele...

- Ok, tu lá sabes...Mas sabes que existe uma percentagem de 85% de pessoal nos escritórios que senta a peida na fotocopiadora...É uma espécie de fetiche...É bom que a desinfectes antes da tentativa de asfixia...A não ser que tenhas panca como o bacano dos INXS...Agora, a pergunta para 10.000€...POSSO COMER A PORRA DA COSTELETA???

- Podes...Já agora, não queres abrir uma firma de bolas de golfe? Agora que as ditas são taxadas a 6%...

- Tás louco??? Lidar contigo todos os dias com potencial material de arremesso ali à mão de semear? Não te metas nisso...

 

Só lido com pessoal maluco da marmita...

Até sempre, meu caro...

É com enorme pena que vejo alguns dos nossos cidadãos mais notáveis e acarinhados partirem...Bem sei que é um facto da vida, que ninguém é eterno (pelo menos na sua forma física) mas invade-me alguma tristeza pela admiração e respeito que sempre nutri por eles.

É o caso do Artur Agostinho.

Jornalista, radialista, actor, escritor...Sempre tive um enorme prazer em ouvir este senhor falar, fosse qual fosse o tópico...

Um grande profissional, um ENORME homem...

Descansa em paz, Artur...Serás sempre lembrado pelo legado que deixas, o respeito daqueles com que privaste e a admiração dos que tiveram o privilégio de trabalhar contigo...

Grande homem!

Agora é a Maria Duval...

Bem, espero vivamente que não seja só eu o feliz contemplado com estes mails...Sou um tipo generoso...

Agora é a Maria Duval a chatear-me a molécula...

 

Conheça o seu futuro e resolva os seus problemas...

 

Ó Mariazinha, então é assim...Deixa-me dar-te uma consulta à borliú...

O meu futuro é o seguinte...

Amanhã vou acordar cedo, dar um murro no despertador e enumerar cerca de 47 impropérios verbais a dizer mal do gajo que inventou o dito despertador...Vou fazer a barba, tomar o pequeno almoço e amaldiçoar o trânsito matinal e respectivos camelos que teimam em fazer turismo rodoviário quando um tipo tenta trabalhar...Ir visitar uma série de clientes, evitar que eles fujam à primeira visão da minha pessoa e tratar de uma série de porcarias pendentes quando adoraria muito mais estar numa esplanada a fazer 1001 planos para os 125 milhões de euros que vou ganhar no Euromilhões desta semana...Depois de um dia lixado, vou chegar a casa, consultar os mails e ver que não só és chata e teimosa como uma mula como teimas em ocupar espaço precioso na minha caixa de correio que podia ser utilizado para receber pornografia em barda...

Odeio SPAM (ambos...O de correio e aquela mistela enlatada que os americanos comem como se fosse lagosta suada...)!

Estes mails da Prosegur são uma nóia...

Diz o dito no cabeçalho...

 

E se a sua casa estivesse a ser assaltada agora...Como saberia?

 

Levando em conta que é uma casa particular e não uma fraternidade de uma qualquer faculdade norte americana em que se vê 300 gajos desconhecidos lá dentro a carregar barris de cerveja e a tentar enrolar e fumar tudo que venha em forma de grânulos, existe uma forte possibilidade de me aperceber da dita situação...Mas obrigado pela preocupação...Irei levar isso em linha de conta da próxima vez que o vosso comercial me bater à porta a horas indecentes e vou manter a fisga à mão...

Shut up, already...

Algumas pessoas sofrem de uma severa amnésia musical possivelmente causada por consumo excessivo de Compal Vital, demasiada publicidade do Pingo Doce no sistema linfático ou simplesmente por uma adolescência insenta de hormonas aos saltos, sei lá...

O que sei é que já estou um bocado farto desta questão Eurovisão/Homens da Luta/Petições por tudo quanto é sítio a alegar que não são uns dignos representantes deste país que não é mais que um Titanic de papelão já meio afundado sem necessidade de recurso a um qualquer iceberg onde se espetar...

Fica aqui a prova cabal que levar à Eurovisão algo outside of the box compensa sempre...Nem que seja pela originalidade e os milhares de queixos caídos dos puritanos...

Remember this?

:)

Destaque...What else?

Ok, depois de ter usurpado descaradamente a publicidade da Nespresso para o título deste post, vejo outra vez algumas barbaridades que escrevo escarrapachadas nos destaques do SAPO...Porquê?

Qualidade dos escritos?

O Pedro ser meu irmão mais novo e estar constantemente a ser ameaçado de porrada caso não colabore para o crescimento exponencial do meu ego (brincadeirinha, Pedro...)?

Efectivamente ter-me saído o Euromilhões e ter-me tornado accionista maioritário do SAPO sem ninguém saber?

Subornar o pessoal da equipa dos blogs à base de leitão e vinho tinto de qualidade duvidosa?

 

Todas as hipóteses são viáveis, visto que passo 80% do meu tempo num estado de transe esquisito algures entre Bonnie Tyler a passear de bikini em Quarteira e Quim Barreiros a dissertar Freud numa qualquer tasca ribatejana...

Já sou conhecido pelos meus posts de agradecimento aos destaques de que sou alvo, portanto hoje quero fazer algo diferente...Vou deixar aqui na íntegra, uma entrevista para a qual fui convidado por uma publicação tão underground, mas tão underground, que nunca chegou a ver a luz do dia (não sei porquê, mas acho que tive quota parte de responsabilidade no enterrar da dita antes mesmo do seu nascimento)!

A dita chamava-se "Quer ser um escritor de renome mundial? Maravilha, não siga o exemplo destes gajos..." e à primeira vista, até pensei que aquilo tinhas pernas para andar...

 

Hoje em dia vivemos na era dos pseudo escritores. Todo o ser humano com a capacidade de respirar (artificialmente ou não), automaticamente tem a capacidade de juntar umas letras, uns sinónimos, antíteses, onomatopeias e voilá...Sai um livro para as prateleiras de uma qualquer livraria. Nada que garanta que algum dia sairá das mesmas, mas mesmo assim está lá. O perfeito presente de natal que o autor do mesmo pode oferecer aos seus amigos anos depois para servir de pisa papéis, acendalhas ou papel higiénico (dependendo da gramagem da folha, obviamente). Para os seres humanos que não se estão para chatear com as questões que implicam a publicação de um livro (ou simplesmente porque são umas anémonas), a blogosfera é toda ela um mar de oportunidades. Claro que como todos os mares, a blogosfera já tem um nível de poluição algo elevado. E é aqui que o nosso convidado entra. Não como aquela pessoa ligada à Greenpeace que luta por soltar uma baleia das redes dos caçadores furtivos, mas como o tipo que acorda na areia da praia com uma estrela do mar enfiada pela narina esquerda, uma garrafa de uma qualquer bebida alcoólica na mão direita e com a ondulação do mar a tornar o seu penteado já de si estranho, um verdadeiro case study.

Fomos encontrar este escritor/autor/blogger/resquício de algo que outrora aparenta ter sido um ser humano dito normal numa esplanada para uma pequena conversa...

- Bom dia, Gato Pardo.

- Quem?Epá, você deve estar equivocado...Eu sou Napoleão...

- Desculpe? Eu sou o jornalista da "Quer ser um escritor de renome mundial"...Peço desculpa então...

- Ah, é você...Desculpe, é que o meu ego tem destas coisas...Ontem fui o Winston Churchill...Sabe como é...

- Hã, não...Por acaso não sei...

- Olhe, sorte a sua...Não tem aí um cigarro, não? É que o meu maço foi gamado por um chiuaua...Malditos cães a pilhas...

Facultei-lhe o dito cigarro. Os óculos escuros mantinham-se no rosto.

- Bem, deixe-me só pedir o pequeno almoço e começamos a entrevista, pode ser?

- Claro...

Aproxima-se o empregado...

- Amigo, traga-me uma Antiqua e um cinzeiro se faz favor...Você toma alguma coisa?

- Um café, se faz favor...Mas você começa a beber Antiqua logo pela manhã?

- Não, mas sou intolerante à lactose...Mal de família...Sim, mas tem razão...Ó amigo, traga-me também um café duplo!Bem, vamos lá a isto então...

- Gato Pardo...Ícone...Quinto cavaleiro do Apocalipse...Ódio de estimação...Pseudo humorista...Perigo na estrada...Considera-se multifacetado?

- Não...Já me dá demasiado trabalho fazer a barba numa face, ter mais que uma não ganhava para as lâminas ao preço que elas estão...É a chatice de ter barba a sério e não meia dúzia de pêlos na cara...

- Já considerou escrever um livro para as massas?

- Não, mas já considerei escrever um livro para ver se ganhava umas massas, mas como o estado só baixa para 6% o IVA das bolas de golfe, por ora acho que não compensa...

- Mas foi você que disse que já tinha título para um romance...

- Sim, é verdade...O meu romance chamar-se-á "Robalos de Paixão"...A louca história de intriga, sexo desenfreado e peixeirada de meia noite a bordo de um navio pesqueiro com uma tripulação mista...

- Hã...Pois...Soa a best seller...

- Claro que sim, porra! Se a Margarida Rebelo Pinto escreve livros que nem para papel de parede da minha garagem servem, porque não eu?

- Já considerou criar um podcast?

- Claro, mas falta-me o tempo...Ou crio um podcast ou planto nabiças no Farmville...Por ora, é uma questão de prioridades...Olhe, já agora dê-me 2 minutos...

Agarrou-se ao IPhone e foi ao Farmville enquanto se ria às gargalhadas sozinho...Personagem peculiar, esta...

- Pronto, já está...Onde é que íamos?

- Podcast, mas talvez seja melhor mudar o tópico...O seu blog já foi alvo de inúmeros destaques ao longo destes anos...Qual o segredo?

- Sei lá, porra! Você pergunta-me uma coisa sobre a qual eu não tenho rigorosamente controle nenhum? Diga-me lá você, quando vocês vai à net, o que é que você procura?

- Hã...

- Exacto!!! Pornografia nórdica!!! E depois de você ver 43 malucas a aviar o exército israelita inteiro, o que é que você procura?

- Er...

- Ora aí está...Mais pornografia, desta vez talvez francesa!!! E depois disso, talvez você até se queira rir um pouco com uma parvidade qualquer que possa ler...É aí que eu entro...Com o estado actual da nação e da nossa economia, se não nos rirmos, vamos acabar pior que Estocolmo com pessoal a suicidar-se do cimo de prédios devolutos na Av. da Liberdade, mulheres a cortarem os pulsos no Gambrinus quando percebem o preço de um hambúrguer ou vítimas de rapto a desenvolverem sentimentos de lealdade, o que na realidade já existe para com este governo de m*rda...O pessoal precisa de se rir do dia a dia, de coisas banais, deles mesmos até...

- Considera-se então um espécie de Moisés dos tempos modernos?

- Tás doido??? Então mas eu é que bebo Antiqua ao pequeno almoço e tu é que estás com os copos? Eu só escrevo umas barbaridades, não levo pessoal a atravessar o Mar Vermelho para fugir dos egípcios...Até gosto deles...Tenho uma simpatia porreira pelos crocodilos do Nilo...Compro muita coisa da Lacoste...

- E o que podemos esperar mais do Gato Pardo?

- Está para breve o lançamento do meu primeiro CD intitulado "Tás Pardo ou Quê?", com um dueto com o Demis Roussos...

- Hã...Mas o Demis Roussos já bateu a bota...

- Hum...Isso pode explicar o porquê do gajo não atender o telemóvel...Sacana...

- Bem, foi um prazer e continue a fazer o que melhor sabe...seja lá isso o que for!

- Ya, fixe, porreiro...Não se arranja mais um cigarrito para a despedida?

 

Gato Pardo...Um ser caricato...

Pág. 1/2

Uma caixinha catita que permite pesquisar as entranhas dos últimos anos de posts. Muito útil, principalmente porque nem eu já me lembro de metade do que escrevi...

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Licença

Licença Creative Commons
Este obra para além de estar razoavelmente bem escrita (se assim não fosse, não havia tanta gente a plagiá-la), está também licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D